SENHOR PRESIDENTE. SENHORAS E SENHORES VEREADORES.

• O crime assumiu, no Rio Grande do Sul, dimensões assustadoras.
• É a flexibilidade das leis, a tibieza de muitos de seus aplicadores e a corrupção que
permeia as instituições que fazem com que estejam tantos bandidos à solta e as
famílias obrigadas à reclusão entre grades, em flagrante inversão de posições.
• A situação poderia ser bem pior, se não fosse a Brigada Militar, uma das mais bem
preparadas e eficazes polícias militares do País .
• Hoje, 18 de novembro, a Brigada Militar completa 176 anos de existência, tempo
em que tem visto sucederem-se, no Rio Grande e no Brasil, governos e governantes
de diferentes matizes ideológicos, alguns dos quais inclusive lhe ameaçaram a
natureza organizacional, a finalidade, a estrutura e a própria existência.
• Mesmo agora, novamente se percebe um claro esforço no sentido de seu
enfraquecimento, especialmente em dois pontos básicos: buscam desmilitarizar a
Brigada e buscam fracioná-la, dela separando o Corpo de Bombeiros.
• São dois absurdos que não podem, de maneira nenhuma, ser admitidos e muito
menos levados avante, sequer como idéias.
• A Brigada deve continuar Policial Mlitar e o Corpo de Bombeiros deve continuar
sendo da Brigada.
• Queremos uma só Brigada: unida, militar, despartidarizada, cumprindo sua missão
constitucional de preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do
patrimônio.
• Sou ligado à Brigada Militar há muitos anos, sou defensor de suas prerrogativas
constitucionais e tenho na Brigada Militar uma das mais autênticas e necessárias
instituições gaúchas, sem paralelo no Brasil.
• É na convivência dos muitos amigos brigadianos que tenho, que me mantenho
ligado à Brigada Militar que, nessa caminhada de 176 anos, enfrentou muitas
dificuldades, a tudo sobrevivendo, sem jamais se afastar da reto caminho,
registrando em sua história páginas antológicas de dedicação, de esforço, de
superação e de heroísmo.
• A homenagem que o povo de Porto Alegre, através desta Casa, hoje presta à
Brigada Militar, é de louvor, sim, mas é também de reconhecimento pelos tantos e
tão excelentes serviços que a Brigada presta a nossa gente.
• Mais do que isso, é uma homenagem por gratidão, que se estende a cada um dos
seus componentes, desde o Comandante Geral até o mais simples PM, tanto os que
estão na ativa como os que já desfrutam de merecida aposentadoria.
• Lembro, de modo particular, Senhor Presidente, aqueles brigadianos que, no
cumprimento do dever, foram mortos ou inutilizados para a vida profissional,
muitas vezes deixando mulher e filhos em dificílima situação de vida, sem se verem
apoiados por quaisquer organizações especializadas, em visível contraste com o que
freqüentemente acontece quando as vítimas são assaltantes, terroristas e outros
bandidos do mesmo gênero.
• Quero aproveitar a oportunidade para uma homenagem especial, que fazemos por
recomendação dos moradores da Zona Norte, especialmente da Paróquia
WPC
BRIGADA MILITAR – 176 ANOS 18.NOVEMBRO.2013
Estudantil Nossa Senhora de Fátima, coordenadora do Fórum de Segurança e
Serviços da Zona Norte, aqui representada pelo senhor ADEMAR JOENCK, e o
Conjunto Residencial Costa e Silva, aqui representado pelo Capitão JUAREZ
BASTOS.
• Esta homenagem é ao Major MARCELO TADEU PITTA DOMINGUES,
comandante do 20º Batalhão da Brigada Militar, a quem faço entrega desta placa
que registra o agradecimento pelos relevantes serviços prestados na área de
segurança, em favor do bem-estar da comunidade.
• Confirmamos, assim, o orgulho que temos da nossa Brigada Militar, que é tão
grande quanto o Rio Grande do Sul e o orgulho que temos dos brigadianos, que são
o povo gaúcho fardado.
• Parabéns, Brigada Militar e brigadianos de todos os postos e graduações.
• Que Deus continue abençoando a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *