Viaturas policiais

Desde que as polícias foram criadas houve a necessidade de veículos para conduzir os policiais para suas atividades, primeiramente em carroças, depois em calhambeques, chegando aos veículos que tem uma configuração semelhante desde o início do século 20, quando foram idealizados carros com um motor, uma carroceria de aço e quatro rodas com pneus.

Na atividade policial há necessidade de chegar rapidamente onde estão ocorrendo crimes ou acidentes, bem como levar feridos para hospitais, presos para delegacias, entre tantas outras atividades que as polícias executam na sua rotina, sendo necessário que o Estado invista em veículos para entregar às instituições policiais.

Infelizmente, no Brasil, as viaturas são carros comuns com adesivos e giroflex, assim temos diversas marcas e modelos realizando o patrulhamento nas ruas de nossas cidades, já que a aquisição das viaturas é realizada mediante processo de licitação.

Não há um modelo padrão, como acontece em outros países, onde as viaturas policiais atendem requisitos específicos de segurança e configurações de suspensão e motorização, determinados pelos órgãos de polícia, que visam principalmente à segurança dos policiais, além de serem compatíveis com os serviços realizados e o tipo de terreno onde trafegam.

Já tivemos em décadas passadas uma gama de veículos com diferentes configurações, que rodavam em todos os terrenos, sem nenhum critério técnico de padronização, mas houve a conscientização de que carros 1.0, com suspensão baixa e portas de pequena abertura não são adequados ao trabalho policial, assim as aquisições passaram a incluir veículos mais potentes, mais altos e com maior capacidade de transportar, no mínimo, quatro policiais equipados.

Talvez um dia as autoridades entendam que a atividade policial tem importância, necessitando de veículos padronizados, blindados e produzidos especificamente para a polícia, trazendo apenas os equipamentos necessários para o trabalho policial, com mecanização melhorada, espaço para armamento e equipamentos, além de contar com níveis de segurança acima dos carros de passeio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *