Ano chegando ao fim

Ano encerrando com a chegada de mais um Natal, repete-se todo o final de ano a mesma esperança de que as coisas vão mudar, os seres humanos vão melhorar e a humanidade encontrará paz e diálogo.

Ano difícil para o Brasil, muita roubalheira aparecendo, bilhões e bilhões sendo desviados dos cofres públicos para contas, malas e patrimônio privado dos ladrões.

Uma constante foram as diversas desculpas para os desvios: foi tudo buscando o bem comum do povo brasileiro, defesa dos interesses da nação, não é verdade, são invenções da mídia, o povo vai entender, entre tantas outras esfarrapadas.

Somos sacrificados diariamente pela falta de estrutura em nossas cidades, com obras inacabadas por todos os lados, crateras nas ruas e estradas, postos de saúde com falta de material e pessoal, escolas sucateadas e professores desvalorizados por salários indignos, segurança precária com aumento da criminalidade.

Os valores que nos roubaram deixaram vazios nas nossas necessidades básicas, os governos alegando falta do dinheiro deixam de investir nas suas obrigações mínimas.

Os grandes ladrões continuam soltos, muitos ainda estão protegidos por seus cargos públicos, há uma demora nos processos envolvendo as figuras políticas, tudo vai sendo conduzido para o esquecimento da população, seja pelo tempo ou pela divulgação de novos fatos alheios à corrupção.

Chegamos ao Natal, com tudo sendo encaixotado numa nova fase na vida de todos, quando se aproxima o ano eleitoral e muitos corruptos tentando manter-se nos cargos.

Tomara que o Papai Noel transforme todos os políticos, que o povo consiga identificar os verdadeiros interessados em melhorar a vida da população brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *