Deputado Bombeiro Bianchini apresenta emenda ao PLC 147/2017

Foi protocolado na tarde da última quarta-feira (09), a proposta do parlamentar estabelecendo o interstício de 3 (três) anos na graduação de primeiro-Sargento para o Curso Básico de Administração – CBA e de 3 (três) anos na graduação de segundo-Sargento para promoção à graduação de Primeiro-Sargento. Pela proposta do Poder Executivo o interstício passaria a ser de 6 (seis) anos para ambos os casos.
Segundo o deputado, a proposta do governo é injusta e prejudica ainda mais carreira dos militares estaduais, considerando os prejuízos que já tiveram no plano de carreira de 1997. Um soldado leva em média 20 anos para atingir a primeira promoção, o PLC 147 termina com a progressão na carreira da maioria dos praças da Brigada Militar e Corpo de Bombeiros. “A proposta do governo não pode ser aprovada, nada deveria ser mudado numa carreira tão esmagada e desvalorizada, só apresentei a emenda para tentar amenizar uma proposta danosa”, defendeu o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *